Pequeno Dicionário

Economês - Português

T - Z 


Clique na letra inicial da palavra desejada:

A - B    C - F    G - M     N - S     T  U  V  W  X  Y  Z 

 

T

Tag along

Direito que garante aos acionistas minoritários, no caso de venda do controle da companhia, as mesmas condições de oferta dadas aos controladores. Em caso de privatização, por exemplo, os acionistas minoritários teriam direito a receber por suas ações o mesmo prêmio pago em leilão aos controladores. Este direito foi retirado da Lei das Sociedades Anônimas na reforma de 1997, com o objetivo de facilitar o processo de privatizações. Está prevista em projeto, no entanto, a sua inclusão na nova lei das S/As.

Taxa de Corretagem

Taxa que as corretoras cobram pelos seus serviços.

Taxa de Desemprego

Nas pesquisas de emprego/desemprego são consideradas várias subdivisões da população: o total da população residente no local da pesquisa; o total de pessoas que estão trabalhando - seja como empregados, autônomos ou como empregadores - que é chamada de população "ocupada"; e, ainda, a parcela da população que está desocupada - ou seja, que está a procura de algum tipo de ocupação, seja ela formal ou não. Todas as pesquisas nesta área estabelecem critérios para limitar a população que julgam qualificadas a assumir algum tipo de ocupação - em geral uma idade mínima. Assim, sob este critério, a junção da população ocupada e desocupada compõe a chamada "População Economicamente Ativa" (PEA). A taxa de desemprego aberto é aquela que relaciona o número de pessoas desocupadas, procurando trabalho na época da pesquisa, e a PEA. Na pesquisa mensal de emprego do IBGE, a população focada é a de idade igual ou superior a quinze anos, e a amostra da pesquisa se circunscreve a seis regiões metropolitanas: Recife, Salvador, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo e Porto Alegre.

TBF - Taxa Básica Financeira

Criada em 29/07/1995 pelo CMN (Conselho Monetário Nacional). Para o cálculo é utilizado uma amostra de 30 maiores Instituições Financeiras do país, a partir da remuneração mensal média dos CDBs e RDBs no prazo de 30 a 35 dias. É uma espécie de TR mas sem o redutor. Tem por finalidade remunerar um novo tipo de caderneta de poupança com prazo mínimo de 90 dias criada pelo Governo dentro de um processo de desindexação. É um índice diário, divulgado pelo Banco Central com a cotação em % no período.

TBF

Taxa Básica Financeira diária, definida pelo Banco Central.   

TDA

Título da Dívida Agrária, emitidos pelo governo federal para pagamento de desapropriação de terras pelo projeto de reforma agrária.

TJLP

Taxa de Juros a longo Prazo. Foi criada em dezembro de 1994. É utilizada nas operações de crédito para empresas com recursos do BNDES.

TR - Taxa Referencial

A partir de 29/07/1994, a TR voltou a ser calculada com base no índice de Remuneração Média dos CDBs , deduzida a taxa real de juros equivalente ao 1.3%. É a taxa que define o rendimento das Cadernetas de Poupança e do SFH (Sistema Financeiro de Habitação). Embora seja usada como indexador dos contratos, a TR é uma taxa de juro e não pode ser confundida com inflação. 

Titular de opção

Aquele que tem o direito de exercer ou negociar uma opção.

Títulos mobiliários

Ou valores mobiliários, são títulos emitidos por empresas para captar recursos no mercado. É o caso de ações, debêntures e quotas de fundos de investimento em renda variável. Outros títulos que estão nesta categoria são: bônus de subscrição; notas promissórias; certificados de depósitos de valores mobiliários; índices representativos de carteira de ações; opções de compra e venda de valores mobiliários; direitos de subscrição; recibos de subscrição; quotas de fundos imobiliários; certificados de investimento audiovisual; contratos de parceria para engorda de animais; certificados representativos de contratos mercantis de compra e venda a termo de energia elétrica; recibos de depósitos (depositary receipts, instrumento utilizado na colocação de ações de companhias brasileiras no exterior); e certificados de recebíveis imobiliários (CRI). Instituições financeiras também podem emitir valores mobiliários.

Título patrimonial da bolsa

Desde que autorizada pelo Banco Central do Brasil, no qual deverá previamente se registrar, a sociedade corretora deverá adquirir um título patrimonial da bolsa de valores em que desejar ingressar como membro.

Trading post

Sistema de negociações contínuas realizadas por meio de postos de negociações, tendo como objetivo dar homogeneidade aos trabalhos, em função da quantidade de negócios, permitindo, assim, distribuir uniformemente o fluxo de operações pelo recinto (sala de negociações).

Topo

 

U

UFESP

Unidade Fiscal do Estado de São Paulo.

UFIR

Unidade Fiscal de Referência, usada para atualização monetária de tributos e respectivas multas.

Underwriters

Instituições financeiras especializadas em operações de lançamento de ações no mercado primário. No Brasil, tais instituições são, em geral, bancos múltiplos ou bancos de investimento, sociedades distribuidoras e corretoras que mantêm equipes formadas por analistas e técnicos capazes de orientar os empresários, indicando-lhes as condições e a melhor oportunidade para que uma empresa abra seu capital ao público investidor, por meio de operações de lançamento.

Underwriting

Esquema de lançamento de ações mediante subscrição pública, para o qual uma empresa encarrega um intermediário financeiro, que será responsável por sua colocação no mercado.

União Européia

A União Européia (EU), com sede em Bruxelas, é um bloco regional que compreende 15 países europeus. O processo de cooperação e integração entre os países da Europa ocidental iniciou-se em 1951 com seis países: Alemanha, Bélgica, França, Holanda, Itália e Luxemburgo. Posteriormente, houve 4 expansões, em 1973, com a entrada da Dinamarca, Irlanda e Reino Unido; em 1981, passaram a integrá-la Espanha, Grécia e Portugal; em 1995 foram incluídas Áustria, Finlândia e Suécia. Atualmente, a União Européia prepara-se para a entrada de mais uma onda de países do sul e leste europeu. Os candidatos são: Bulgária, Chipre, Eslováquia, Eslovênia, Estônia, Hungria, Letônia, Lituânia, Malta, Polônia, República Tcheca e Romênia. A União Européia é regida por uma série de acordos e instituições que regulam aspectos econômicos, sociais e políticos comuns a todos os países-membros. Ela não é apenas uma união aduaneira, mas uma união supranacional de grande abrangência e em constante aprofundamento. Cada vez mais, no decorrer dos anos, as barreiras de toda natureza entre os países que a compõem vão desaparecendo e a União Européia, vai se assemelhando a um país unificado, embora ainda preserve a soberania dos Estados nacionais que a compõem. 

UPC

Unidade Padrão de Capital, utilizada como unidade monetária em financiamento de moradias.

Topo 

 

V

Valor de exercício da opção

Preço de exercício por ação, multiplicado pelo número de ações que compõem o lote-padrão de uma opção.

Valor futuro

É o valor de um fluxo futuro de recebimentos, no valor nominal a ser recebido na data de vencimento.

Valor intrínseco da opção

Diferença, quando positiva, entre o preço a vista de uma ação objeto e o preço de exercício da opção, no caso de uma opção de compra, e entre o preço de exercício e o preço a vista, no caso de uma opção de venda.

Valor nominal da ação

Valor mencionado no estatuto social de uma empresa e atribuído a uma ação representativa de seu capital.

Valor Patrimonial da ação

Resultado da divisão entre o patrimônio líquido e o número de ações da empresa.

Valor presente

É valor atual (descontado) de um fluxo futuro de recebimentos monetários. Os valores futuros são descontados pela taxa de juro compatível com o risco do investimento. Desta forma, o valor presente de um título de renda fixa do governo federal é descontado para valor presente por uma taxa de juro menor do que o título de uma empresa que tenha dificuldades para honrar seus compromissos. 

Valor unitário da Ação - VUA

Quociente entre o valor do capital social realizado de uma empresa e o número de ações emitidas.

Valor Venal

É o valor de mercado de um produto. Não é o valor real do produto, nem necessariamente incorpora seu custo de produção. É o valor com que pode ser comercializado - mais alto ou mais baixo, dependendo das circunstâncias do mercado.

VAR - Value at Risk

O VAR é uma medida estatística usada para medir o risco de mercado de carteira de ativos e/ou passivos. Busca medir, em termos financeiros, o impacto na carteira das variações de taxa de juros, dólar, preço das ações etc. 

Variação

Diferença entre os preços de um determinado título em dois instantes considerados.

Venda em margem

Venda, a vista, de ações obtidas por empréstimo, pelo investidor, em uma sociedade corretora que opere em bolsa. É uma modalidade de operações da Conta Margem.

Viés de juros (Copom)

Termo que designa tendência. Por exemplo, quando a reunião do Copom (Conselho de Política Monetária) divulga a taxa básica de juros (Selic), divulga também o viés da taxa (de alta, baixa ou neutro). Ou seja, define qual a tendência que a taxa de juros poderá seguir até a próxima reunião. Não há um compromisso por parte do Banco Central de alterar os juros nesta direção, mas não deixa de ser um indicativo de tendência para o mercado. 

Volatilidade

Indica o grau médio de variação das cotações de um título em um determinado período. Medida da freqüência da oscilação dos preços de um ativo financeiro ou índice numa Bolsa de Valores. Em estatística, é o desvio-padrão.

Voto

Direito que tem o proprietário de ações ordinárias (ou preferenciais não destituídas dessa faculdade) de participar das deliberações nas assembléias gerais.

 

W

 

Topo 

X

 

Topo 

Y

 

Topo 

Z

 

Topo 


A - B C - F G - M  N - S  Índice