OPORTUNIDADES PARA INVESTIMENTOS NO ESTADO DE MINAS GERAIS

1º de julho de 2001

Manoel Ramos Cunha*


Buscando soluções para o desenvolvimento econômico e social de seus municípios, os prefeitos eleitos ou reeleitos nas últimas eleições, pressionados pela necessidade de geração de novos postos de trabalho, apelo constate de suas bases eleitorais e, tendo que enquadrar seus orçamentos na nova Lei de Responsabilidades Fiscais, bem como empreenderem correções exigidas pelas leis que controlam o meio ambiente e o uso e ocupação do solo, partiram para o planejamento, junto com a comunidade, visando resolver as prioridades e, assim manterem o equilíbrio sócio econômico de seus municípios.

O caminho mais racional foi o de constituírem um grupo de trabalho denominado Conselho Diretor para o Desenvolvimento Econômico e Social do Município. Este órgão, formado por vários seguimentos da comunidade, tem por meta a elaboração de um programa que estabeleça condições para um Programa de Atração de Investimentos para o Município .

Tendo assessorado vários municípios na criação destes programas, temos descoberto diversos recursos potenciais nestes municípios que são importantes para a atração de empresas para suas áreas de influência, o que classificamos como relevantes estímulos para o investidor observar e inserir nos estudos necessários às decisões para a escolha do local de sua nova planta, ou relocação de suas unidades atuais.

Os pontos mais destacados em nossas análises são um conjunto de facilidades logísticas que, juntamente com as características de pequenos municípios, determinando aos seus habitantes aspectos positivos de qualidade de vida, contribuem diretamente para a redução de custos diretos das empresas, somando-se à qualidade de seus produtos e ou serviços.

Além destes importantes detalhes, os Programas de Atração de Investimentos criam condições legais que garantem, ao investidor, segurança quanto o enquadramento de seus projetos às normas de defesa do meio ambiente, oferecendo também todas as facilidades para os procedimentos exigidos pelos órgãos ambientais, com referência às licenças necessárias para o projeto, como também ao uso e ocupação do solo, evitando problemas futuros com vizinhança existente ou que venha a existir.

Também serão oferecidos cursos de treinamento através de convênios com órgãos qualificados para os futuros empregados, nas atividades específicas de cada projeto.

Toda a estrutura básica necessária às plantas industriais: terraplenagem, drenagens, águas fluviais, vias de acesso, tratamento de efluentes adequados à estrutura local e retirada e armazenamento de resíduos sólidos, além de água, energia e telecomunicações, são oferecidos através de recursos direcionados de órgãos estaduais, presentes nos protocolos de responsabilidades recíprocas, firmados entre a empresa, o município e o estado, garantindo além dos benefícios citados, outros de origens fiscais, enquadrados em legislações específicas e vigentes, tanto no âmbito municipal como no estadual.

 Onde estão localizados estes municípios ?

No Estado de Minas Gerais, na região chamada Sul de Minas, ao longo da fronteira entre os territórios dos Estados de São Paulo e Minas Gerais, até um pouco além, seguindo o entorno da rodovia Fernão Dias, atingindo uma distância de duzentos quilômetros antes de Belo Horizonte.

Em quaisquer destes municípios mineiros, focalizados como eixo e, projetando uma circunferência tendo como raio uma distância aproximada de quatrocentos quilômetros, estaremos abrangendo uma região na qual se localiza nada mais do que, aproximadamente 70% do PIB do Brasil.

Os municípios que já estão desenvolvendo o Programa de Atração de Investimentos, são: Cambuí, Ouro Fino, Borda da Mata, Andradas, Cariaçu, Campo Belo e Brazópolis. Outros municípios também estão se preparando para desenvolver este programa.

No diagnóstico que elaboramos, há vários ramos de indústrias que já possuem uma identificação com as vocações de alguns destes municípios, tais como: indústria alimentícia, indústria de bebidas (aproveitando a abundância de águas minerais certificadas presente em quase todos os municípios), indústria do vestuário, indústria de brinquedos e de artefatos com madeira, indústria de calçados (pois já existe uma indústria do couro bem desenvolvida), atividades turísticas (com a exploração do turismo ecológico e ou rural, com atração para montanhismo, pesca esportiva, equitação e outros esportes radicais). Quaisquer outros tipos de indústria ou agroindústria, pronta para processar produtos regionais, como frutas, leite e carne (bovina, caprina e suína), e outras culturas a serem desenvolvidas na região.

* Consultor Empresarial


 Artigos

 Índice